Clarice Cardoso

Jornalista com 15 anos de experiência em grandes redações com forte atuação em edição, apuração e desenvolvimento de novos projetos e formatos. Oito anos de experiência em SEO, com foco em otimização de conteúdo para melhor colocação em buscas orgânicas. Três anos de experiência em relações públicas, gestão de crise e comunicação corporativa.

Atualmente, editora-assistente de UOL Notícias.

Sem ar e sem saída: Manacapuru, cidade com maior mortalidade por covid no AM, enfrenta falta de oxigênio e fica "isolada" sem UTI

A 100 quilômetros de Manaus, 95 mil habitantes vivem às margens do rio Solimões na cidade de Manacapuru. Ali, 246 pessoas já morreram até a noite de terça-feira (19) em decorrência da infecção pelo novo coronavírus. A taxa pode parecer pequena, mas representa uma situação dramática: o município tem a maior mortalidade média por covid-19 no estado, de 222 por cada 100 mil habitantes. Lá, o UOL encontrou uma cidade que luta contra as próprias limitações para tratar os doentes com um hospital de

Falta ar, sobram tragédias: No maior pronto-socorro de Manaus, familiares sem notícias e população de rua buscam ajuda uns nos outros

É raro andar pelas ruas de Manaus e não encontrar alguém em situação de rua ou de extrema pobreza pedindo ajuda. Nos sinais das grandes avenidas, pessoas pedem ajuda de todo tipo: de comida a oportunidade de trabalho. A situação é reflexo da dura situação pela qual passa hoje o estado do Amazonas. Depois das queimadas de 2019, agora é a covid-19 que sufoca o maior estado brasileiro e o faz viver um cenário que mais parece uma guerra —só que contra um inimigo invisível. Em apenas um mês, a médi
Close